Inovação. O que é inovação? Inovação em 5 minutos

por | 20 mar 2021

Muito se fala, mas pouco consenso existe à respeito do que é inovação.

Em uma pesquisa simples no Google com a palavra “Inovação” você irá se assustar com a disparidade de opiniões sobre o que é inovação.

Após tantos anos convivendo com o tema, acredito que uma boa resposta para a pergunta “o que é inovação?” seja: Inovação é uma entrega inédita de valor.

Ou se você preferir: inovar é entregar valor de maneira inédita.

Inovação em 5 minutos

Se você quer inovar então você precisa entender que inovação é meio para entregar valor de uma maneira que nunca havia sido entregue antes.

Se eu crio algo que não tem valor para ninguém, eu não posso afirmar que criei algo inovador.

Uma característica interessante da inovação é que quem atribui valor a ela é quem a adota (ou não).

Indo um pouco além, não adianta que você considere que criou algo inovador, o que determina se algo é de fato inovador ou não é o mercado (ou público-alvo da tua inovação).

Eu costumo dizer que “quem precisou esperar um ônibus na chuva sabe o valor que o Uber tem” ou ainda “quem precisou usar um mapa que ficava no porta-luvas do carro sabe o valor que o Waze tem”.

Hoje o Uber e o Waze valem bilhões de dólares porque milhões de pessoas consideram que essas invenções entregam valor de uma maneira que nunca havia sido entregue antes. Um Uber na porta tem muito mais valor do que um ônibus que eu não sei que horas chega.

Inovação não é simplesmente uma ideia, é algo que entrega valor

Da ideia à adoção pelo mercado existe um abismo.

A ideia (insight) marca o início do ciclo de inovação.

O passo seguinte é viabilizar a ideia, transformar a ideia em algo que possa ser experimentado pelas pessoas que eu acredito que possam adotar a minha inovação.

Uma vez que eu tenho um protótipo ou algo que possa ser mostrado eu passo ao terceiro passo desse ciclo que é a validação.

Uma vez que as pessoas acham incrível uma inovação (iPhone, AirBnb, Uber, etc) elas costumam contar para outras pessoas: eis o famoso “viral loop” – que nada mais é que um ciclo de recomendação – onde pessoas que vivenciam uma experiência incrível costumam espalhar para a sua rede de influência o quanto incrível ela foi.

Idealizar > Viabilizar > Validar > Viralizar

Esse ciclo simplificado não tem a ambição de ser uma verdade absoluta. Tem apenas a função de mostrar que inovar vai muito além de ter ideias e te ajudar a entender o ciclo completo de inovação.

Perceba que idealizar é o começo do processo, mas logo em seguida já começa um outro grande desafio que é materializar o que nunca foi feito antes.

Assim que você consegue tangibilizar o que antes era uma ideia começa outro desafio: mostrar que a sua criação é inovadora, que vale a pena experimentá-la. Essa missão também não é nada fácil, afinal as pessoas não costumam entender “logo de primeira” o que você está tentando mostrar.

A viralização costuma ser ainda mais difícil porque não depende de quem concebeu a solução, mas de quem experimentou a solução.

O ineditismo é uma característica marcante da inovação, ou seja, a inovação deve fazer o que nunca foi feito antes ou ainda entregar o que ninguém nunca havia entregue antes.

Pra fechar:

  1. Inovar não se limita a ter ideias
  2. Inovar envolve um ciclo de entrega de valor
  3. Pergunte-se: “Essa minha ideia que pode ser inovadora entrega valor para quem?”
  4. Ideias e projetos inovadores não costumam ser recebidos com aplausos. Na maioria das vezes a sua ideia não será compreendida logo de cara. Seja persistente!

Quer mais referências sobre inovação?

Leia mais um artigo: 3 coisas que você precisa entender sobre inovação para começar a inovar agora mesmo

Conheça a Flexible Methodology 4 Innovation (flexM4I)

Wikipedia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This